VÍDEOS
FOTOS

 

LIÇÃO 14 – 30 DE SETEMBRO DE 2012

“O CAMINHO DA REDENÇÃO”

 

TEXTO ÁUREO

“Chegada, pois, a tarde daquele dia, o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos, com medo dos judeus, se tinham ajuntado, chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes Paz seja convosco!” João 20.19

 

VERDADE APLICADA

O cristianismo está alicerçado no Cristo ressurreto, por isso o crente não pode negar o fato de haver ressurreição dos mortos.

 

OBJETIVOS DA LIÇÃO

  1. Apresentar o sofrimento de Jesus;
  2. Ensinar que a ressurreição é a nossa grande esperança;
  3. Resgatar o caminho da nossa redenção.

 

GLOSSÁRIO

Páscoa: festa anual dos cristãos, comemorativa da ressurreição de Cristo;

Paradoxo: aparente falta de nexo ou de lógica; contradição;

Redenção: ato ou efeito de remir; resgate.

 

INTRODUÇÃO

A história da vida de Jesus, contada por João, gera frutos há mais de dois mil anos. Sua incomparável inteligência e personalidade fizeram dEle o perfeito ponto de partida para uma humanidade mais cheia de esperança e de alegria. Suas dores, agonias e sofrimentos narrados por João não ofuscaram suas características fundamentais de ser humano ideal. João, o discípulo amado, homem de personalidade terna, porém marcante, soube bem descrever, ainda que não por completo, a vida de Jesus. A finalidade de seu evangelho é dupla convencer que Jesus, homem perfeito, é o Messias e Filho de Deus, e compartilhar com essa fé a vida eterna.

 

1. GETSÊMANI, LUGAR DE AGONIA E DE SALVAÇÃO

Quando nosso Senhor terminou de comer a Páscoa e celebrar a ceia com seus discípulos, foi com eles ao Monte das Oliveiras, e entrou no jardim do Getsêmani. Nesse jardim, Jesus nos trouxe, através da sua agonia, a cura de todos os males; diferente de Adão que, no jardim do Éden (lugar de delícias), arruinou-nos com sua desobediência.

 

 

2. A MORTE E RESSURREIÇÃO DE JESUS

Após ter sido preso no jardim do Getsêmani e interrogado, Jesus foi levado com a acusação de ser “rei dos judeus”. Com o sofrimento de uma coroa de espinhos, crucificaram-no em uma cruz. Mas ao terceiro dia de sua crucificação, sendo este o primeiro dia da semana ele ressurgiu dentre os mortos (Jo 20.1-3; At 20.7; 1Co 16.1,2).

 

3. O CAMINHO DA REDENÇÃO

Depois de ter aparecido aos discípulos e ter feito vários sinais, Jesus apareceu outra vez aos discípulos, agora no mar da Galileia. Os discípulos foram pescar mais nada apanharam naquela noite. Quando o sol surgiu, Jesus estava de pé na praia, mas eles não o reconheceram.

 

CONCLUSÃO

O caminho de nossa redenção pode ser de sofrimentos, agonias e dores, mas com certeza o seu final será de glórias e regozijos. À semelhança de Jesus, seremos contemplados com as vitórias da ressurreição. Pois Suas histórias nos impulsionam a viver uma vida de esperança e alegria em meio às lutas que tão frequentemente nos acompanham. Portanto, continuemos em nossa jornada de fé no caminho de nossa redenção que é Cristo, o nosso Salvador.

 

 

Fontes:

Bíblia Sagrada – Concordância, Dicionário e Harpa - Editora Betel,

Revista: JESUS CRISTO – Editora Betel - 3º Trimestre 2012 – Lição 14.